VOCÊ ESTÁ EM: HOME / TRATAMENTOS / Gastroplastia Endoscópica / Como é feito?

Como é feito?


O que é?

O Apollo Overstich é um aparelho composto de uma agulha e fio controlados pelo médico, que é conectado a um aparelho de endoscopia especial conhecido como duplo canal. Este aparelho permite que o endoscopista literalmente costure o estômago criando um tubo gástrico. Neste formato, o estômago diminui seu volume e é criada uma restrição à quantidade de alimento ingerido. Até o final de 2016 já haviam sido feitos mais de 2 mil procedimentos em diversos países no mundo, apresentando bons resultados. A perda pode chegar a 20% do peso, o que pode representar média 20 a 25 Kg. Apesar de ser feito por endoscopia é um procedimento irreversível.

Mas basta fazer o procedimento?

Absolutamente não. Tem que existir todo um processo de modificação nos hábitos de vida. Acompanhamento com nutricionista e psicólogo ou psiquiatra são fundamentais para mudança dos hábitos alimentares e mudanças comportamentais.  A presença da restrição ajuda muito nesta caminhada, mas se o paciente insistir em manter seus hábitos antigos voltará a ganhar peso ou não atingirá o peso desejado. 

Algumas vezes o acompanhamento de um psiquiatra pode ser decisivo no tratamento de distúrbios alimentares que podem ser ocasionados por ansiedade, compulsão alimentar ou outros distúrbios mais graves. 

Não menos importante é a introdução de atividade física. Vários estudos demonstram que se deve fazer um mínimo de 3 vezes por semana. Lembre que atividade física implica em alteração da frequência cardíaca e frequência respiratória. Tem que suar!  

Como é feito?

Apesar de ser um procedimento que não precisa ficar internado, o paciente fica o dia no hospital e receberá alta algumas horas após o término do procedimento. Nós médicos chamamos isso de "Day  Hospital ". O procedimento envolve dar pontos no seu estômago diminuindo seu volume. Deve ser feito em ambiente de centro cirúrgico com anestesia geral. Não esqueça que segurança é a palavra de ordem!   Durante o procedimento o endoscópico é posicionado e são feitos vários pontos de sutura no estômago aproximando suas paredes trasnformando ele num tubo. Pode levar entre 90 e 120 minutos. São dados pontos que abraçam três partes do estômago que chamamos de parede anterior, parede posterior e grande curvatura, criando um ponto em "X". Depois de passado este ponto fazemos a tração e a região é "apertada" , veja o vídeo. 

Quem pode e quem não pode fazer?

QUEM PODE

Pacientes com IMC a partir de 28 a 35.

Ou pacientes acima destes valores que não podem fazer a cirurgia por algum motivo clínico. 

É muito importante o paciente que tem IMC acima de 35 estar ciente das limitações do método. Muitas vezes cria-se uma expectativa de grandes perdas de peso com métodos endoscópicos. O procedimento que leva a grandes perdas de peso é a cirurgia bariátrica. 

A gastroplastia endoscópica é uma ferramenta poderosa e desde que usada de forma adequada traz resultados excelentes.

QUEM NÃO PODE?

Pessoas que já foram submetidas a cirurgias no estômago ou ainda cirurgias no abdomen superior em órgãos próximo ao estômago. Pessoas com distúrbio de coagulação , hérnias de hiato grandes, varizes de esôfago e varizes gástricas, insuficiência hepática e outras doenças. Durante a consulta faremos uma avaliação minuciosa para saber se você é candidato ou não ao procedimento.

Riscos

Todo procedimento que envolve dar pontos apresenta riscos. 

Os mais preocupantes são:

  1. Hemorragias
  2. Pancreatite
  3. Laceração gástrica
  4. Lesão de órgãos adjacentes ao estômago

Resultado

SEU IMC ESTÁ ENTRE:

Menor que 17

Segundo a fórmula de Quetelet (IMC) seu peso está abaixo da normalidade. Muitas vezes é necessário complementar esta conta com um exame de bioimpedância. A bioimpedância é capaz de segmentar seu corpo calculando a quantidade de gordura e músculos. Na clínica dispomos deste exame em equipamento de última geração.

CLIQUE E VEJA MAIS

Entre 17 a 18.50

Segundo a fórmula de Quetelet (IMC) seu peso está abaixo da normalidade. Muitas vezes é necessário complementar esta conta com um exame de bioimpedância. A bioimpedância é capaz de segmentar seu corpo calculando a quantidade de gordura e músculos. Na clínica dispomos deste exame em equipamento de última geração.

CLIQUE E VEJA MAIS

Entre 18.5 e 25

Segundo a fórmula de Quetelet (IMC) seu peso está dentro da normalidade. Muitas vezes é necessário complementar esta conta com um exame de bioimpedância. A bioimpedância é capaz de segmentar seu corpo calculando a quantidade de gordura e músculos. Na clínica dispomos deste exame em equipamento de última geração.

CLIQUE E VEJA MAIS

Entre 25 e 29,99

Seu IMC representa o sobrepeso. Para esta faixa de excesso de peso, o tratamento é apenas clínico . Geralmente, mudanças nos hábitos alimentares com orientação nutricional e controle da ansiedade com acompanhamento psicológico e, algumas vezes, psiquiátrico é recomendado. E finalmente, não esquecer da importância da atividade física para ajudar a aumentar o gasto calórico, levando a uma perda de peso maior e duradoura.

CLIQUE E VEJA MAIS

Entre 30 e 34,99

Seu IMC representa uma Obesidade Grau I . Segundo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica esta faixa de excesso de peso não poderá se beneficiar com a cirurgia. Atualmente o tratamento de escolha é o Balão Intragástrico associado à um acompanhamento mensal com equipe multidisciplinar. A aderência a este tratamento pode levar a perda de peso em média de 15 a 25 Kg em 6 meses.

CLIQUE E VEJA MAIS

Entre 35 e 39,99

Seu IMC representa uma Obesidade Grau II. Nesta faixa de peso, pessoas com doenças associadas à obesidade como pressão alta, diabetes ou pré-diabetes, doenças articulares ou de coluna, apnéia do sono grave, colesterol alto são indicativos de cirurgia bariátrica. Para saber se este é o seu caso precisa fazer exames específicos.

Você tem alguma doença associada ?

Sim                        Não

CLIQUE E VEJA MAIS

Maior que 40

Seu IMC representa Obesidade Mórbida. Atualmente não existe tratamento mais efetivo do que a cirurgia bariátrica para esta faixa de obesidade. A taxa de pacientes tratados clinicamente que voltam a engordar em dois anos com IMC acima de 40 chega a 92%.

CLIQUE E VEJA MAIS CLIQUE E VEJA MAIS